top of page
  • Roseli

AEVAL promove reunião na TECH do Brasil para conhecer a empresa e ouvir suas demandas

A AEVAL -Associação dos Empresários de Valinhos está promovendo reuniões mensais com seus associados, sendo sediadas na própria empresa, possibilitando um conhecimento maior sobre o trabalho de cada uma. A 2ª reunião foi realizada na empresa TECH do Brasil, parte do Grupo TRC – Technical Rubber Company, que está localizada no bairro Macuco em Valinhos.

O responsável pela empresa Richard Jonas Suarez recebeu os representantes da AEVAL, mostrando o trabalho da indústria, uma empresa de capital Norte Americana, matriz em Johnstown, Ohio, filiais em: Tóquio/Japão, Xangai/China, Rovereto/Itália, Turnhout/Bélgica, Valinhos/Brasil, Samut Prakan/Tailândia e há dois anos está em Valinhos.

O Presidente da AEVAL Rafael Di Falco Cossiello lembra a importância do polo industrial no município como gerador de emprego e renda. “Essa proximidade com os nossos associados é importante porque cria uma sinergia entre as empresas no grupo de empresários, com informações aos associados que facilitam a gestão e operação dos seus negócios, além de envolvimento em ações sociais e de segurança do município”.

A empresa TECH do Brasil emprega 22 funcionários e tem como missão: Criar e extrair valor de materiais que antes eram considerados em fim de vida útil. Produz produtos de borracha e fluidos vulcanizantes para reparação de pneus e esteiras transportadoras, assim como comercialização de equipamentos, peças, acessórios e ferramentas para serviços relacionados a pneus e rodas destinados a todas aplicações (passeio, caminhão, agrícola, mineração e aviação). Trabalha com empresas parceiras: Mazola, Stampjet, Gurutech e Instruseg.

O fator econômico é o que direciona os negócios, mas a empresa também tem o seu olhar social. O diretor da empresa Richard Jonas Suarez destaca o envolvimento social junto a FUNAP (Fundação Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel), entidade que desenvolve há mais de 40 anos, políticas públicas para a reintegração social de pessoas privadas de liberdade por meio de seus programas e projetos sociais.

“A nossa empresa disponibiliza para esta entidade, um residual de tecido impermeável usado em nosso processo produtivo e como forma de contribuir com a economia circular sustentável, realizamos a separação e expedição desses resíduos de tecido para a FUNAP e através da oficina de costura, eles desenvolvem artigos úteis como: como capa de chuva, bolsas para academia, bolsa de compras, pequenas sacolas para depositar lixo no carro ou avental de churrasqueiro cujo objetivo principal é de formar profissionais a partir dessas pessoas privadas de liberdade e reintegrá-los ao convívio da sociedade, depois esses artigos são comprados pela TECH do Brasil para serem usados como brindes e ofertados a clientes, amigos e colaboradores”, destaca Richard Jonas Suarez.

Durante o encontro, vários assuntos foram abordados e Richard solicitou especial atenção da AEVAL junto aos órgãos públicos devido a morosidade para obtenção de licenças de operação como CETESB, pouca disponibilidade de transporte público para a localidade, onde estão instalados, vias em condições ruins de pavimentação e serviços de reparação destas vias também ruins, visto que após reparar os buracos retornam em algumas semanas apenas.

Todos os assuntos levantados terão o devido encaminhamento, porque esse é o principal objetivo da AEVAL, se tornar um elo entre os empresários e suas principais demandas.


6 visualizações0 comentário
bottom of page