• Roseli

Doze câmeras fazem o monitoramento do Sistema DETECTA em Valinhos

Estão em funcionamento mais duas câmeras do Sistema DETECTA totalizando 12 câmeras de monitoramento de placas na cidade. As câmeras foram instaladas na Rua Duílio Beltramini, no Country Club em parceria com empresários da região e associados da AEVAL – Associação dos Empresários de Valinhos.

A implantação em 2019 com assinatura do termo de cooperação com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, (Acordo de Cooperação GSSP/ATP – nº 521/19) permitiu a instalação de câmeras de monitoramento do DETECTA nos pontos estratégicos de Valinhos.

Em reunião com o Comando da Policia Militar de Valinhos, em julho de 2019, foram definidos 19 pontos considerados vulneráveis do município, nos quais seria importante a instalação destas câmeras, visto que até então Valinhos não contava com nenhum tipo de monitoramento via sistema DETECTA.

As empresas associadas a AEVAL, CBO que patrocina o servidor e a empresa INSTRUSEG que realiza a instalação e programação fazem parte do projeto de instalação.

A AEVAL é a responsável pelo convênio com a SSP/SP e as empresas e condomínios interessados, podem formalizar gratuitamente, um Termo de Compromisso para Adesão ao Sistema, tornando claro a participação e responsabilidade de cada uma das partes. Para instalação são necessários pontos de internet e energia elétrica.

“É importante salientar, que a AEVAL e as empresas ou condomínios aderentes/participantes ao sistema DETECTA não possuem responsabilidade com relação à Segurança Pública, e nem pelo monitoramento via sistema do município. Simplesmente são esforços da iniciativa privada, que de forma espontânea colabora com recursos próprios no objetivo de buscar mais segurança para todos. Importante frisar que estas câmeras disponibilizadas, seja por empresas ou condomínios, estão voltadas para as vias públicas, conforme definido no acordo de cooperação abrangendo maior área de atuação. Por isso queremos agradecer a todos que estão participando, cujo objetivo é o de melhorar a segurança para a coletividade”, enfatiza o presidente da AEVAL, Rafael Di Falco Cossiello.


0 visualização0 comentário